livro digital: O Humanismo como Categoria Constitucional

Carlos Ayres Britto
1ª edição
2007
O Humanismo como Categoria Constitucional

Depois de escrever Teoria da Constituição, em 2003, Carlos Ayres Britto volta a publicar um livro de Direito. Um livro que versa o atualíssimo tema do humanismo. Humanismo que, para o autor, se transfunde na contemporânea democracia de três vértices, a saber: democracia procedimentalista, democracia substancialista, democracia fraternal. É uma fascinante viagem pelo interior da Constituição brasileira de 1988, para culminar com a afirmação de que ao Poder Judiciário é que incumbe, em última análise, garantir a plena eficácia do humanismo enquanto categoria jurídica.

 

 

por:R$ 23,00

3x de R$ R$ 7,67 sem juros
  • Boleto
  • Cartão Visa
  • Cartão MasterCard
  • Cartão Amex
  • Cartão Diners
  • Cartão Hipercard
  • Cartão Elo
  • Cartão Aura

COMO MEU LIVRO DIGITAL SERÁ DISPONIBILIZADO?

Etapa 1

Clique em COMPRAR e efetue seu cadastro ou, caso já tenha uma conta na loja de livros digitais da FÓRUM, entre com os seus dados.

Escolha a melhor forma de pagamento para você e finalize a sua compra.

Etapa 2

Após a confirmação do seu pagamento, o conteúdo será disponibilizado no menu BIBLIOTECA, localizado no canto superior direito da página.

Etapa 3

Clique em COMEÇAR LEITURA e usufrua do conteúdo escolhido.

Ao clicar neste botão, você será direcionado a um leitor interativo que lhe permitirá aproveitar recursos diversos, como anotações e marcações.

*De acordo com diretrizes de direito autoral, não é possível fazer download dos arquivos.

Dados técnicos

Título:O Humanismo como Categoria Constitucional
Edição:1
Autor:Carlos Ayres Britto
Ano:2007
Páginas:126
ISBN:978-85-7700-088-3

Sumário

  • Pré-textuais

  • Capítulos

    • visualizar
    • O humanismo como transubstanciação da democracia política, econômico-social e fraternal
      Bloqueado
    • O humanismo como doutrina de exaltação ou culto à humanidade
      Bloqueado
    • O humanismo como expressão de vida coletiva civilizada
      Bloqueado
    • O necessário vínculo operacional entre humanismo e Direito
      Bloqueado
    • A imperiosa mudança de mentalidade como condição de encurtamento de distância entre o discurso humanista e sua prática
      Bloqueado
    • O descompasso entre a teoria e a prática humanista como atestado de pobreza eficacial do Direito
      Bloqueado
    • A mudança de mentalidade que implique analogia entre o humanismo e a justiça e que ainda diferencie justiça em abstrato e justiça em concreto
      Bloqueado
    • O operador do Direito na condição de ponte entre a justiça em abstrato e a justiça em concreto
      Bloqueado
    • A estrutura dual do próprio cérebro humano como impulso para a busca da justiça em concreto
      Bloqueado
    • A inteireza do ser que maneja a reflexão e se abre para a intuição
      Bloqueado
    • O sentimento como o lado do cérebro que mais interage com o mundo dos valores: o rebento da consciência
      Bloqueado
    • A Constituição como o Direito mais axiológico e de mais forte compromisso humanista
      Bloqueado
    • A Constituição dirigente como garantia de efetivação do humanismo
      Bloqueado
    • A Constituição dirigente como imperativo de reconceituação das chamadas “normas constitucionais programáticas”
      Bloqueado
    • Conclusão: a governabilidade constitucional como o clímax da governabilidade humanista
      Bloqueado
    • O Poder Judiciário como garantidor da Constituição dirigente e do humanismo
      Bloqueado
  • Pós-textuais

    • Referências
      Bloqueado